InSight Blog

Como as técnicas eco a eco e THRU-COAT® atendem às expectativas de medição em inspeções de corrosão

By  -

Uma das maneiras que os inspetores usam para monitorar a corrosão é medir a espessura restante da parede de tubos ou de outras estruturas metálicas. Para medir a espessura remanescente da parede de tubos de metal, tanques, cascos de navios, ou outras estruturas pintadas ou revestidas, existem algumas opções.

Espessura de parede remanescente

Em muitas aplicações de manutenção industrial e petroquímica é necessário medir a espessura restante do metal que está sujeito à corrosão. Muitas vezes, esses tubos e peças de metal são revestidos com tinta ou outro revestimento não metálico similar. Com os medidores ultrassônicos convencionais, a presença de pintura ou revestimentos semelhantes podem causar erros de medições que, em geral, aumentam a espessura do metal em mais de duas vezes em relação à espessura da pintura por que a velocidade do no som na pintura ser muito mais baixa. Duas soluções para este problema estão disponíveis para os medidores de espessura 38DL PLUS® e 45MG (opcional): medição eco a eco e THRU-COAT®. Cada técnica tem seus prós e contras, então é importante conhecê-las para escolher a opção adequada à aplicação.

Figura 1. Medidor de espessura 38DL PLUS
 

Figura 2. Tecnologia de medição THRU-COAT
 

Figura 3. Medição eco a eco.
 

Medição eco a eco

A técnica eco a eco para medição de espessura utiliza o método bem estabelecido de cronometragem do intervalo entre os dois ecos sucessivos da parede traseira que representam a trajetória de ida e volta sucessivas da onda sonora na amostra (figura 4). Em situações que envolvem metal pintado, esses múltiplos ecos na parede traseira ocorrem apenas dentro do metal, não no revestimento, portanto o intervalo entre qualquer par deles (eco da parede traseira 1 e 2, 2 e 3, etc.) representa apenas a espessura do metal, a espessura do revestimento é cancelada.

Entre as vantagens de se usar a técnica eco a eco estão:

  • Funciona com uma grande variedade de transdutores comuns
  • Com frequência, funciona através de revestimentos de superfícies rugosas
  • Pode ser realizada em temperaturas de até 500 °C (930°C), com transdutores apropriados

As limitações da técnica eco a eco são:

  • Exige vários ecos de parede traseira, que talvez não ocorram em metais com corrosão severa
  • O intervalo da espessura pode ser mais limitado que o da medição THRU-COAT

Figura 4. Como funciona a medição eco a eco.
 

Medição THRU-COAT

A medição THRU-COAT utiliza um software patenteado para identificar o intervalo de tempo representado pela trajetória de ida e volta no revestimento. Esse intervalo de tempo é usado para calcular e exibir a espessura do revestimento. Ao subtrair o intervalo da medida total, o medidor também pode calcular e exibir a espessura do substrato do metal.

As vantagens de se usar a tecnologia THRU-COAT em comparação com a técnica eco a eco são:

  • Funciona em uma ampla faixa de espessuras de metal, normalmente de 1 mm (0,04 pol.) até 50 mm (2 pol.) em aço
  • Precisa de apenas um eco de parede traseira
  • Pode medir a espessura mínima restante de metal com mais precisão quando ocorre corrosão

Algumas das desvantagens da tecnologia THRU-COAT são:

  • O revestimento não pode ser metálico e precisa ter ao menos 0,125 mm (0,005 pol.) de espessura
  • O revestimento da superfície deve ser relativamente uniforme
  • Exige a utilização de dois transdutores especiais
  • Só pode ser usado em superfícies com temperatura máxima de 50 °C (125 °F)

Assista a este vídeo ou leia a nota de aplicação para saber mais sobre medições eco a eco e THRU-COAT.

Fevereiro 7, 2017
InSight Blog Sign-up

By clicking subscribe you are agreeing to our privacy policy which can be found here.

Sorry, this page is not available in your country
Let us know what you're looking for by filling out the form below.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho, analisar o tráfego e para e verificar os anúncios. Se você não alterar as configurações da web, este site continuará a utilizar os cookies. Para obter mais informações sobre a utilização dos cookies neste site e como restringir sua utilização, consulte nossa Política sobre cookies.

OK