Olympus Logo
Olympus LogoOlympus Logo
Multimídia
Notas de aplicação
Voltar para Recursos

ECA Surface Crack Detection


A Olympus conduz a tecnologia de correntes parasitas para territórios ainda não desbravados pela indústria aeroespacial, com uma solução inovadora para inspeção de detecção de fissuras em juntas e emendas. As estruturas dos aviões possuem miliares de rebites, então assegurar a integridade deles pode ser um processo árduo. As técnicas convencionais de inspeção, normalmente, são muito demoradas e a probabilidade de detecção depende muito da habilidade do operador. No entanto, há mais de uma década a tecnologia tem-se mantido relativamente estagnada... bom, até agora.

A utilização de correntes parasitas reduz consideravelmente o tempo de inspeção e a probabilidade de detecção é muito maior. Esta solução não só reduz a quantidade de horas e pessoas trabalhando, simplificando o processo e reduzindo a probabilidade de erro.

Características

  • Economia de tempo: até dez vezes mais rápido que as inspeções com sonda EC tipo caneta, e até 15 vezes mais rápido que as inspeções PT.
  • Evita a remoção da pintura; processo mais ágil e rápido.
  • O posicionamento da sonda não é tão crítico como para as sondas tipo caneta e deslizantes.
  • Detecção omnidirecional.
  • Grande reprodutibilidade.
  • Já faz parte dos processos de inspeção da Boeing (757 peça 6 53-30-12).
  • Imagem intuitiva e fácil de ler.
  • Registro de dados para relatórios profissionais.
  • Substitui a imagem opto-magnética (MOI).

Rastreamento de alta resolução

A sonda ECA recomendada, a SBBR-026-300-032, é de 26 mm (1 pol.). ampla e possui 32 elementos dispostos em duas fileiras. Este configuração oferece melhor resolução e imagens nítidas que é indicado para rastreamento de alta resolução. Seus elementos pequenos (1,6 mm de diâmetro) e a alta frequência (80 a 100 kHz) permite aos operadores detectarem fissuras bem pequenas. Ele também pode ser usado para rastrear através de revestimentos finos, incluindo espessuras padrão de pintura. A orientação da fissura é irrelevante para esta sonda, pois sua inspeção é omnidirecional. O rastreamento também é eficaz para rebites ferromagnéticos.

Sonde_CFA_SBBR026_05.psd

Kit da sonda SBBR026-ENC

Rastreamento em revestimentos espessos

Outra sonda disponível pode rastrear rebites através de revestimentos não condutores espessos: a SEB-064-005-032. Apesar de não ter a mesma resolução da sonda SBBR-026-300-032, sua variação de baixa frequência (de 0,5 a 50 kHz) e seus elementos maiores podem rastrear revestimentos mais espessos e não condutores como, pintura, adesivos e borrachas. Devido à sua cobertura ampla (64 mm), duas fileiras de rebites podem ser rastreados simultaneamente. E as fissuras não precisam ser orientadas para uma direção específica,pois esta sonda também é omnidirecional.

Imagens intuitivas

Amostra com sulco EDM

C-scan

Performance para diferentes comprimentos de sulco

OS_ECA_Rivetcrack_12_Alu_1.5mm.psd

1,5 mm
rebite de alumínio

OS_ECA_Rivetcrack_18_Alu_2.5mm.psd

2,5 mm
rebite de alumínio

OS_ECA_Rivetcrack_13_Alu_4mm.psd

4 mm
rebite de alumínio

OS_ECA_Rivetcrack_16_Fero_4mm.psd

4 mm
rebite ferromagnético

Detecção omnidirecional

OS_ECA_Rivetcrack_23B.psd

OS_ECA_Rivetcrack_22.psd

Sem revestimento

OS_ECA_Rivetcrack_22.psd

2,5 mm de revestimento não condutor

Sonde_CFA_SAB064_04.psd

Kit da sonda SBBR064-ENC

Olympus IMS

Products used for this application


OmniScan MX ECA/ECT

Projetado para inspeções por correntes de Foucault. A configuração para testes inclui 32 bobinas sensoriais (até 64 com um multiplexador externo) que trabalham em ponto ou em modo emissão-recepção. A extensão de frequências de funcionamento varia entre 20 Hz e 6 MHz, com opção de usar frequências múltiplas em uma mesma aquisição.
Sorry, this page is not available in your country